Select Page
Privacidade

Privacidade

Esta semana uma imagem de perfil do criador da rede social mais usada do mundo “Facebook” viralisou por toda a internet.

Em causa esta a sua própria privacidade .

Todos nós já nos perguntamos por que raio os portáteis estão a vir de fábrica com uma camera e um microfone, é simples, para falar e ser visto nas chamadas através de redes sociais e as demais app que estão disponíveis para tal. E por isso os piratas informáticos e alguns governos se aproveitaram dessa pequena invenção para espiar a sua privacidade.

Por vezes a camera é ligada e cessada a distancia sem que você saiba e o mic é activado para ouvir conversas sem que o computador dei algum sinal da activação. Por isso a sua webcam pode estar activada neste momento e você não sabe.

E foi por isso que a imagem do mentor da rede social Facebook esta a viralisar, é que na imagem dá para ver a camera do portátil tapada com fita cola e o mic com fita cola também para impedir o acesso a voz e imagens. Todos nos deviamos fazer.

Lembre-se a câmara pode estar a gravar sem que de aviso ou qualquer sinal.

13482877_10102910644965951_4268170000962807139_o

O povo e os Bancos

Quando for a um banco e eles disserem que você é só mais um cliente, lembre-se que são eles o seu cliente, são eles que guardam e protegem o seu dinheiro por isso eles a instituição bancária é sua cliente.

Quebrado o silêncio conveniente sobre a Caixa Geral de Depósitos, avançou o debate sobre o inquérito parlamentar. Logo vieram os cínicos e os senadores a terreiro. Uns dizem talvez  ao inquérito mas preferem uma auditoria forense. Outros gritam: alto, que a CGD é demasiado importante para ficar à mercê da coscuvilhice política. Vamos a ver se nos entendemos: a CGD tem 70 mil milhões de euros dos portugueses à sua guarda. Para os defender, que venha um inquérito parlamentar, a auditoria forense, uma investigação judicial ou mesmo a guarda venatória. A CGD é demasiado importante para ficar nas mãos das mesmas elites que a têm destruído.

Os dronizados

As novas tecnologias são vistas como uma ajuda a nossa sociedade,  alguém desenha promove inventa e lança.

 

Existe 2 tipos de consumidores, os dronizados que são uma espécie de ratos, no bom sentido e os consumidores do palato gustativo aqueles que compram só para dar uso a que foi feito. Quando deparamos pela primeira vez com computadores, a nossa vida nunca mais foi a mesma pois é precisamente através deles que a tecnologia evolui, e quando pensava-mos que isso iria ser usado para o bem num geral, alguém “os dronizados” inventam as burlas, os vírus electrónicos, etc e etc…

 

Pela primeira vez a nokia desenvolve um dispositivo sem antena e com mm’s de espessura, nossa foi um caos nas lojas foram vendidos milhares e milhares, nasceram novos consumidores “dronizados” .

 

Se imaginarmos neste contesto já conseguem identificar um dronizado na família aquele que não larga o Tablet ou smartphone, porque outros dronizados inventaram o Facebook, Twitter Google etc etc, existem mais redes sociais que associações de caridade…

 

Ultimamente o exercito dos estados unidos liberaram um brinquedo que foi usado durante anos por eles nas suas manobras de treino e espionagem, mas claro o brinquedo não chega a ter 5% da capacidade do Original usado pelo exercito estamos a falar de drones.

 

Os drones de hoje só voam tiram fotos aéreas  e filmam apesar de terem funções de geo localização, GPS, sensores de proximidade eles não passam dos 5% da tecnologia do actual drone do exercito. Este consegue voar a uma altidude bastante longa e ser conduzido a kilometros de distancia, o comando esta em Nova Iorque e o drone está na Rússia, alem disso tem raio X, transporta armas, laser etc…

 

O consumidor dronizado comprou este brinquedo e começou a violar a privacidade das pessoas, colocou em risco voos nos aeroportos e constantemente colocam vidas em perigo, o lado negro disto é o consumidor do palato gustativo, aquele que compra para realmente fazer uso do brinquedo com a família, amigos e ou em trabalho. Estes são crucificados  por leis que obrigam a uma certa limitação de uso dos brinquedos deste género por causa do abuso dos consumidores dronizados.

E isto acontece em tudo …

 

Agora já sabe quem é da sua família o mais dronizados.

 

Carlos santos

Humana e as roupas da crise

Não quero que este post vá até a china, ou seja falado de boca em boca. Algum tempo atrás tinha falado sobre quem era os responsáveis que administravam o grande fluxo de roupa doada inicialmente pensando que aquele homem de rua iria vestir alguma das peças de calça que doei colocando num dos contentors espalhados por lisboa.
Me questionei, se não seria melhor entregar diretamente ou colocar em um contentor onde irao organizar por peça e dividir de forma unanime.
Estava errado…
Estava redondamente errado quando confiei numa organização que iria dividir as roupas que doei.
Eles inicialmente se defendem dizendo que vendem e o ganho é para ajudar . Depois colocam na mesa um orçamento entre pagamento de lojas “rendas” pagamento de ordenados desses colaboradores , colocação de mais contentores e muitas outras coisas o mais importante é saber que teem anualmente mais de 4.6 milhoes de euros ganhos de lucro total visto que nao pagam por nenhuma peca de roupa.
A minha justiça humana é no ver fazer com que as pessoas em um grande numero de gente peça ajuda a essas organizaçoes lembrando-os que doou roupa para esse preposito.
A nossa roupa que custou alguns euros  e que doamos a pensar nequele homem sem teto afinal alimenta uma piramide de burocratas esfomeados e com sede alimentado por todos nós.

A nossa raça

“O ódio, o egoísmo, a crueldade, a ganância, a desonestidade, para não falar em outras coisas “boas” idênticas a estas.
É tão bom que continua a ser o prato do dia a nível mundial com um sucesso enorme como podemos ver  Siria, Iraque, Somália, França, Angola e recentemente Portugal.”
“Esta sucessão de atitudes e capacidades humanas viciantes e degradantes vai levar a humanidade ao precipício. Os avanços da ciência e da tecnologia que podiam ser o antídoto para combater a miséria humana, são ineficazes porque se dedicam a encolher telefones e ecrãs e ou como clonar uma ovelha. O amor não é o agente químico do sucesso ou insucesso tecnológico e financeiro, mas sem ele, os humanos estão condenados a serem exterminados nos anos a vir.”