Select Page

Gestos ou Opiniões

O mundo muda com os nossos gestos e não as nossas opiniões.

Já viu que sempre que ajuda alguém seja de que forma for fica pensativo sobre esse assunto?

Também já reparou que cada vez que dá a sua opinião sobre um assunto de caridade é pela negativa?

Em alguns casos é a pura falta de conhecimento das pessoas julgar sem saber, julgar sem nunca ter ajudado e dar uma opinião errada sobre o caso a tratar. O exemplo disso é as igrejas e seus dízimos. Era muito novo quando me lavavam para missões das igrejas em grandes estádios de futebol e ficava a pensar como a igreja financia tal coisa. Um qualquer musico, banda ou artista para alugar um estádio fica bem caro devido a questões de montagem de som e palco no centro do estádio , os custos são tão altos que preferem fazer o concerto num pavilhão Atlântico ou Coliseu.  Acreditem os donos daqueles estádios não cederam nem emprestaram o aluguer aquela igreja.

Quando um dia tive a oportunidade de fazer a pergunta que me atormentava as ideias a um pastor nunca mais olhei para a igreja “evangélica” e qualquer outra igreja com os mesmos olhos. Não, ele não me disse o real fator claro! Mas o que ouvi deu para refletir a ida a grandes estádios e pavilhões e o aluguer constante de antigos cinemas que fecharam e reabriram como igrejas.

Não me levem a mal, fechar um stand de automóveis e abrir uma loja dos chineses, sabemos que a china compromete-se em apoiar o tal dono da loja em mercadorias e nas primeiras rendas, uma tática de comercio chinês e expansão de produtos da Ásia. Agora fechar um cinema de rua 2 vezes maior que alguns stands de Automóveis e abrir uma igreja evangélica para pregar a quem tem fé a custo de nada ai tem história.

O exemplo disto é, como dizia no paragrafo a cima é pura falta de conhecimento das pessoas, a grande maioria dá a opinião que uma Associação seja ela humanitária, animal, de apoio etc é enganosa e não dão nem €0.50 cêntimos para ajudar alguém com fome, frio ou animal de rua. Mas no entanto frequenta igrejas evangélicas ou outro tipo de igreja e dão sempre umas moedas, alguns “raro” dão notas.  Nada contra quero ressaltar que é da mentalidade de cada um fazer as ações de caridade que quiserem.

Agora vem a melhor parte,

Depois de algum tempo “tem acontecido bastante” encontramos essas pessoas a pedir comida as Associações porque não tem o que comer ou roupas, apoios e etc, no meu ver essa pessoa financiou uma igreja, é lá que tem de se dirigir.

É para isso que as Associações existem e por isso que nunca um pedido foi recusado, mas escusado será dizer muita gente tem que conhecer as reais prioridades.

“Como a pequena história de um grande politico que financiou durante anos a  prisão do concelho onde vivia, que parecia um palácio por dentro, e as escolas eram contentores sem higiene e sem condições. Ele dizia que se fosse apanhado pela coisas que fazia ele nunca iria para a escola.”

É de refletir, não achas?

O homem dos 7 ofícios

_DSC001622

  Dou por mim a pensar em coisas de que me lembro só pelo simples fato de que gosto da forma como penso. Todo o homem que tem um sonho tem de ser acompanhado por uma mulher de visão, até porque nós todos “humanos” aprendemos um pouco todos os dias.

A ideologia de curso vs profissão faz com que desencadeie um paralax de problemas que muitos de nós nem intendemos. Um exemplo disso é quando alguém faz uma coleção de cursos e quer trabalhar em todos eles, por vezes é a dificuldade em que o país se encontra outra é a forma como você viu aquela profissão e a mais comum é o engodo. Quando eu tinha os meus 7 anos de idade eu queria ser baterista, logo após ver o trabalho do meu pai que era um excelente electricista eu também já  queria o ser e esqueci a bateria. Infelizmente  fui tendo oportunidades no ramo da hotelaria nem gostava , mas o fato de não gostar não quer dizer que o fizesse mal, até fui chefe de cozinha, mas aquilo não era a minha praia. Quando iniciei a fotografia apaixonei-me por uma arte, por técnicas de luz, técnicas de enquadramento num todo apaixonei- me pela profissão de hoje tenho orgulho de seguir.

Alguns jovens se deixam influenciar pela concorrência nos cursos. Isso causa um desconforto na hora da escolha pelo simples fato de poder representar um fracasso inicial. Por exemplo, o curso de Medicina é muito concorrido. Mas não pense que é difícil só para você, se você perguntar para os alunos de Medicina de universidades pública, a maioria fez pelo menos dois anos de cursinho. Assim, seria interessante se você conversasse com um médico ou coordenador dessa área para que você tenha uma ideia das disciplinas de um curso de Medicina. No entanto, uma coisa é certa, em um curso de Medicina praticamente tudo está relacionado à Biologia. Se você percebe que não gosta de estudar essa disciplina, fica difícil você gostar de um curso em que o estudo de Biologia é central. Por isso, seria interessante você pensar sobre isso na carreira pela qual deseja disputar uma vaga, seja qual for o curso.

Dei por mim a dar uma palestra sobre fotografia a 5 alunos na Bélgica em que 2 deles inicialmente apaixonados pela fotografia me confessaram que afinal, ter de saber o que é a abertura do diafragma da lente e a velocidade do obturador e seu mecanismos fica difícil de continuar, ter de saber isso tudo só para carregar num botão não é a praia dele. E digo a você leitor, eu  nem falei 0.2% do que tem de saber sobre fotografia. Assim para qualquer profissional fica difícil de engolir uma palestra quanto menos um curso.

 

 

 

 

Autor

Carlos Santos

Delegado Nacional Bélgica

Desabafo

manuela_silva.jpg.opt406x522o00s406x522-233x300
 “A vida não é como a gente quer! Certas pessoas não são como a gente pensa, mas de qualquer forma não vou atrasar a minha por causa dos outros, vou viver o que eu acho certo.
Um escritor exprime-se em palavras que já foram usadas porque elas exprimem melhor a sua ideia do que ele mesmo o pode fazer, ou porque são belas e espirituosas, ou porque espera que elas toquem uma corda de associação na mente do seu leitor, ou porque deseja mostrar que é culto e lido. As citações devidas a este último motivo falham invariavelmente: o leitor inteligente descobre-o e passa a desprezar o autor; o leitor menos avisado talvez fique impressionado, mas ao mesmo tempo sente repulsa, pois as citações pretensiosas são o caminho mais seguro para o tédio.”
Autor:
Manuela Silva
Presidente